Orientações Gerais

Reabilitação Pós Cirurgica

Reabilitação Pós Cirugica

 

              O processo de reabilitação do paciente operado deve ser iniciado antes mesmo da própria cirurgia. Existem situações de emergência, nas quais o paciente não tem tempo de se preparar para a cirurgia, mas a grande maioria dos procedimentos cirúrgicos em coluna são eletivos, permitindo ao paciente a realização de um bom preparo para as dificuldades que ele irá se deparar. Éfundamental discutir com o médico como será o pós operatório, uma vez que existem vários protocolos de recuperação e cada médico segue o que tem maior confiança.  Algumas técnicas mais modernas (como as cirurgias minimamente invasivas e endoscópicas) diminuíram o tempo de recuperação, permitindo um retorno mais precoce as atividades habituais do dia a dia, e podem ser indicadas em alguns casos.

             As cirurgias convencionais da coluna são geralmente de grande porte, com uma recuperação lenta e exigente até o retorno pleno das atividades diárias. Alguns procedimentos como as infiltrações e rizotomias têm uma recuperação mais simples, com repouso orientado conforme a necessidade, geralmente de 2-5 dias. Cirurgias menores como a ressecção de hérnia de disco apresentam uma recuperação mais rápida, ao redor de 1-2 meses, entretanto processos como a artrodese podem levar de 4 a 6 meses até se completarem, sendo fundamental a colaboração e o respeito aos cuidados indicados pela equipe médica que o acompanha nesse período. Para as cirurgias maiores são necessários cuidados mais significativos como os descritos a seguir:

 

            Como se preparar para uma cirurgia:

  • O médico deve conhecer o familiar do paciente, ou o acompanhante, pois é essa pessoa que irá receber as informações sobre a cirurgia, sendo importante a comunicação entre a família e a equipe médica;
  • Tenha o contato do médico e da equipe para eventuais dúvidas e informações pré e pós operató Pergunte suas dúvidas, e caso não tenha compreendido a explicação peça para explicar novamente;
  • Conheça a sua cirurgia, seja pelo nome ou pela técnica utilizada, muitas vezes você será perguntado futuramente qual procedimento realizou, e essa informação é fundamental em determinadas situações;
  • Controle muito bem as doenças sistê É frequente a presença de diabetes, hipertensão, cardiopatias e outras doenças em pacientes cirúrgicos. Para a cirurgia ter uma boa evolução e diminuir os riscos do procedimento, um bom controle das doenças de base é fundamental;
  • Melhore os hábitos de vida, evitando o uso de cigarros e bebidas alcoólicas nas proximidades da cirurgia.
  • Tenha em mãos as medicações que faz uso rotineiramente, informe o médico e leve-as ao hospital. Algumas medicações não são rotina e podem não ter no hospital em questão;
  • Leve os exames, avaliações e laudos solicitados no pré-operató Mesmo que o médico tenha anotado os resultados, as imagens dos exames são fundamentais no intra-operatório;
  • Siga as orientações de jejum e horários de internaçã É frequente ocorrer atrasos no centro cirúrgico, seja pela equipe principal ou por outros pacientes graves também cirúrgicos. Não se preocupe caso isso ocorra, converse com o seu médico.
  • Prepare a sua casa onde ficará no pós operatório: retire tapetes e moveis baixos que podem ocasionar quedas; mantenha as medicações de uso em local de fácil acesso; compre os materiais para curativo necessários e se possível as medicações que serão utilizadas no pós operatório;
  • Solicite algum familiar ou acompanhante que ajude nos primeiros dias. A dor pós operatória pode dificultar as atividades simples como cozinhar e realizar a higiene pessoal;
  • Prepare-se com fortalecimento muscular, exercícios para a coluna, hábitos posturais e treinamento aeró É comum e esperado a perda de massa muscular nos primeiros meses, em decorrência do repouso necessário, por isso se conseguir realizar um fortalecimento pré operatório a reabilitação será mais fácil;

 

            Como se cuidar no pós operatório:

  • Durante a internação serão realizados exames rotina e a reabilitação será a cargo da equipe multidisciplinar. O período de internação depende de muitos fatores como dor, sangramento, risco de infecção e capacidade de compreensão dos cuidados, por isso não é possível determinar um período exato de dias que serão necessários;
  • Após a alta médica, realize os curativos e utilize as medicações prescritas. Geralmente administram-se analgésicos e anti-inflamatórios, podendo ser utilizados eventualmente antibióticos e medicações preventivas para trombose, caso a caso. É comum um pouco de dor no pós operatório, mantenha-se calmo e utilize as medicações, informe a equipe médica se a dor persistir e for refratária as medicaçõ
  • Tenha bons hábitos posturais, eles serão fundamentais para a manutenção da saúde da coluna. Alguns movimentos devem ser evitados a fim de preservar a cirurgia e evitar soltura e quebra dos implantes eventualmente utilizados:
  • Não levante sozinho por 1 mês (peça ajuda), após esse período levante-se de lado para evitar sobrecarga na coluna por outros 3 meses – apoie a mão ou cotovelo na cama, faça força com o braço e erga-se lateralmente, jogando as pernas para fora da cama.
  • Não realize agachamentos por 2 meses. Após esse período, para apanhar objetos no chão, dobre ambos os joelhos ou apoie um deles no chão enquanto flete o outro para conseguir agachar.
  • Não carregue peso por 2 meses. Inicie com pesos leves após esse período, sendo autorizado a carregar peso habitual apenas após a liberação médica caso a caso.
  • Utilize calçados firmes e antiderrapantes. Utilize corrimão e barras de parede para evitar quedas. Pode ser necessário o uso de andadores nos primeiros dias.
  • Utilize gelo sobre o local operado para reduzir o edema e o sangramento interno. Faça uma bolsa ou compressa, durante 20 minutos a cada 4 horas. Proteja a pele com um pano para evitar queimadura pelo frio.
  • Relações sexuais: Podem ser retomadas assim que a dor e desconforto diminuir e a ferida estiver cicatrizada (geralmente 21 dias). Procure posições confortáveis que não sobrecarreguem a região operada.
  • Nos primeiros dias é benéfico utilizar transporte de ambulância, porém após 5-7 dias o transporte já poderá ser realizado por meios próprios como o carro. Para dirigir é necessário um tempo maior, para que a dor não atrapalhe a tomada de decisão durante a direção do veículo, levando geralmente de 1-2 meses. Não ande de moto por 3-4 meses, a trepidação e a força necessária para a estabilização do tronco podem ser prejudiciais.
  • Atividade física: Caminhadas são liberadas e estimuladas desde o pós operatório imediato, salvo em casos de intercorrências ou lesões mais severas. Procure realizar caminhada algumas vezes durante o dia, em intervalos pequenos e com curta distâ Aumente esse tempo e a distância percorrida a medida que a dor diminua.
    • Exercícios mais intensos como hidroginástica, fortalecimento dos braços e pernas, bem como abdominais devem ser orientados por fisioterapeuta no inicio, dando preferência para exercícios isométricos nos primeiros 2 meses.
    • A evolução dos aparelhos será gradual assim como o seu ganho de força, e geralmente após 4 meses pode-se realizar a atividade física desejada, supervisionada por educador físico experiente ou pelo próprio fisioterapeuta. Atividades de impacto como corridas, tênis, basquete, futebol devem ser avaliadas caso a caso, sendo que algumas vezes não poderão mais serem retomadas!
  • Observe os sinais de alerta, e a qualquer um desses sinais entre em contato imediatamente com seu médico ou com um serviço de atendimento de emergência:
    • vermelhidão na ferida;
    • saída de secreção espessa ou purulenta;
    • atraso na cicatrização acima de 10 dias;
    • inchaço e edema nas pernas (sinais de trombose);
    • cansaço, falta de ar ou tosse;
    • ardor para urinar, mudança na sua cor ou espessamento da mesma;
    • febre e calafrios;
    • dor intensa e refratária as medicações prescritas.

A Ortopedia Bedran é cinco estrelas na Doctoralia

Veja o que andam comentando sobre nós
Ir para Doctoralia
Entre em Contato Com Facilidade. Preencha este pequeno formulário abaixo e a Clínica de Ortopedia Bedran irá entrar em contato com você.