Procedimentos

Rizotomia

Rizotomia

 

               A rizotomia é um procedimento cirurgico minimamente invasivo, que pode fornecer alivio para as dores cervicais e lombares. Quando as estruturas da coluna sofrem por uma doença degenerativa, como uma discopatia degenerativa e a artrose (bico de papagaio), temos uma inflamação local que causa dor, e eventualmente dormência e sensações de choques nas pernas e nos braços. Essa inflamação pode acometer as articulações facetárias, que são processos ósseos posteriores na coluna, responsáveis pela estabilização e que permitem o movimento controlado da coluna. O diagnóstico correto, assim como o tratamento, deverá ser realizado por um médico de confiança.

 

            A rizotomia consiste em interromper  a função dos nervos sensitivos da dor,  de modo definitivo ou temporário, reduzindo as sensações de dor e desconforto. As raízes nervosas, que saem da coluna e seguem em direção as pernas e braços, emitem ramos que vão para as articulações facetárias. A idéia por traz da rizotomia consiste em adormecer esses nervos, permitindo a recuperação do paciente através da associação com as técnicas conservadoras (medicações, fisioterapia, exercicios para a coluna).

 

            Existem diversas técnicas para a realização da rizotomia. São realizadas punções na coluna, sempre guiadas por aparelho de radioscopia (espécie de raio-X "portátil"), que visam a localização exata dos nervos sensitivos da coluna. Uma vez atingido o nervo em questão, pode-se realizar a rizotomia química ou através da radiofrequência. Os resultados são satisfatórios e as indicações das diferentes técnicas podem variar caso a caso.

 

            De modo geral, o procedimento consiste na introdução de uma agulha fina companhada de sedação leve ou apenas anestesia local. A agulha é inserida até as proximidades do nervo na coluna, e uma vez posicionada é realizada a injeção de medicamentos específicos para alivio da inflamação e diminuição das dores. Como costume utiliza-se anestésico local, corticoesteróides, podendo ser associado morfina ou clonidina (medicações analgésicas).

 

            Na radiofrequência da coluna, utilizam-se monitores elétricos específicos que demonstram a segurança do procedimento e a localização correta da agulha. Inicia-se então a cauterização elétrica do nervo acometido nas proximidades da articulação facetária desejada. Essa cauterização é controlada por aparelhos, com temperatura e tempo de ação variados nas diversas técnicas existentes. (radiofrequência contínua ou pulsada).

 

            A duração do alívio dos sintomas é observada caso a caso, com pacientes referindo melhoras por semanas ou até mesmo meses. Pode ser necessária a reprodução do procedimento, uma vez que os nervos tem a capacidade de regeneração e voltam a causar os sintomas locais.

 

Benefícios da rizotomia:

• Alívio dos sintomas: é a intenção principal com o procedimento. Após o alívio dos sintomas o paciente sente-se mais disposto (por ter menos dor) a realizar o tratamento completo, que inclui a reabilitação, fisioterapia, exercícios e outras medidas conservadoras. Algumas vezes a rizotomia pode quebrar o ciclo de dor crônica, levando o paciente a melhora por tempo prolongado (anos inclusive).

• Confirmação da causa da dor: com os exames atuais mais modernos de diagnóstico (ressonancia e tomografia), é comum encontrarmos alterações na coluna que podem nao corresponder com a dor do paciente, sendo considerados meros "achados de exame" sem significado clínico. Ao tratar uma raiz nervosa específica, o médico pode determinar se essa é realmente a causa do problema

• Segurança e baixos riscos: procedimento considerado minimamente invasivo, não havendo cortes ou necessidades especiais na recuperação. As rizotomias apresentam riscos mais baixos quando comparados aos procedimentos cirúrgicos da coluna, e levam de 15-30 minutos em média.

 

            Logo após a aplicação, pode ocorrer alguma dormência nos braços ou pernas. Isso é comum, e acontece devido ao anestésico utilizado, normalmente desaparecendo dentro de 1 a 8 horas. Pede-se para o paciente fazer repouso e não dirigir no primeiro dia devido as medicações utilizadas. Planeja-se a alta logo após o procedimento, ficando o paciente internado apenas em situações raras nas quais o formigamento dos nervos permanece acima de 8 horas.

 

            Em casos mais severos da doença, o alívio da dor pode ser fugaz, podendo ser indicada uma cirurgia convencional, ou eventualmente pesquisada uma outra possível patologia não sendo a coluna a causa da dor. A maioria dos cirurgiões de coluna não acredita que as rizotomias repetidas e freqüentes sejam uma boa maneira de gerenciar um problema da coluna a longo prazo. Converse com o médico de confiança para esclarecer sobre a doença e traçar um plano terapeutico combinado.

 

Como em qualquer procedimento, há sempre alguns riscos envolvidos com injeções epidurais.Complicações potenciais podem incluir:

• Sangramento epidural: pequena quantidade e não necessita transfusão, porém pela proximidade do nervo pode causar dor no pós operatório;

• Infecção: evento raro, geralemnte associado a pacientes com quadro clínico complexo com múltiplas doenças

• Reação à medicação: são medicações convencionais, utilizadas no dia a dia em hospitais, porém sabe-se que algumas pessoas podem apresentar reação, sendo isso próprio do paciente;

• Dor de cabeça: pela proximidade da agulha no sistema nervoso, pode haver pequena perfuração na duramater (membrana que recobre os nervos) com extravasamento de líquido causando a dor. Processo autolimitado, tratado com repouso e medicações, podendo eventualmente ser necessária uma nova aplicação para induzir a formação de um coágulo e interromper o extravazamento do liquido.

• Déficit neurológico: lesão do nervo incluindo lesão medular e quadriplegia (extremamente raros): a cauterização pode causar uma lesão térmica em nervos que não era o alvo da técnica. Essa lesão é extremamente rara uma vez que os aparelhos monitoram as funções dos nervos durante o procedimento, sendo mais comum na região cervical.

 

Fonte:

  • Ablative Treatment for Spinal Pain: Medical Policy (Effective 04/01/2012)
  • DISCOGENIC PAIN TREATMENT: Medical Policy

A Ortopedia Bedran é cinco estrelas na Doctoralia

Veja o que andam comentando sobre nós
Ir para Doctoralia
Entre em Contato Com Facilidade. Preencha este pequeno formulário abaixo e a Clínica de Ortopedia Bedran irá entrar em contato com você.